A Grande Surpresa 2016: Amizade com Padre Manuel

Quando deixei o Brasil, impossível negar que saí cheio de rotulos, (pre)conceitos na minha cabeça sobre pessoas que nunca tinha tido oportunidade de viver. Se formos falar de religião então, sabemos que no Brasil o que não faltam são preconceitos para conversarmos.

E que peça Deus me pregaria. Quem diria que cruzaria o oceano para me tornar amigo de um PADRE, mais conhecido como Manuel Lagos! (Uma pausa. Meu Deus, quem faz amizade com um PADRE???)

O Padre: Manuel Lagos

A primeira vista, estranhei tudo. Não era possível na minha cabeça conhecer um padre, um padre que bebe moderadamente, um padre que vai ao pub, um padre que frequenta os mesmos lugares que todos nós só que uma pequena diferença que, no meu caso, eu segui a vida voltada para o mundo digital, ele escolheu seguir a vida dedicada para Deus.

Pensando em entender e ajudar mais as pessoas, a Igreja propôs para que ele se mudasse da Venezuela para Roma, Itália, onde ele faz graduação em Psicologia patrocinado pela Igreja.

Almoço

Nunca imaginei que um dia almoçaria com padres. Pois bem, esse dia chegou. Fui convidado para almoçar com eles e conhecer a casa que eles moravam. Claro que prontamente eu aceitei e para mim tudo era uma novidade. Quem diria que logo eu, um rapaz longe de ser a referência de religião no mundo, estaria indo almoçar com… padres.

Com a tranquilidade de todo padre, almoçamos e conversamos sobre experiências de vida, meu momento de vida, pelo o momento sabático que estava passando, recebi vários conselhos… Me senti como se fossemos amigos há anos mas todos os padres, com exceção do Manuel, eu apenas tinha conhecido ali, na mesa do almoço.

Vida Sem Preocupação Financeira, Dedicado às Pessoas

Uma das coisas que mais me chamou atenção foi como viver sem a preocupação financeira pode ser capaz de mudar as pessoas e realmente isso me fez refletir muito.

A Igreja disponibilizou uma casa confortável para ele e outros padres, um carro a disposição, uma empregada para que pudesse cuidar das casa e da comida. O importante mesmo é deixar os padres sem preocupações externas, para que pudessem focar em se preocupar com o seu “dever” principal de ajudar as pessoas.

É incrível como isso faz diferença e é quase impossível pensar que existe pessoas que vivem (sem luxos) despreocupados com o financeiro. e preocupados em fazer o bem para o próximo Isso realmente torna as pessoas melhores.

O Poder de Mudar a Atmosfera

Com esse pensamento de fazer o bem, foi incrível como todo lugar que Manuel frequentou como por exemplo a sala de aula, quando tínhamos um encontro na casa de algum amigo, onde fosse, se você tivesse Manuel era certo que teríamos a melhor atmosfera possível. Ele realmente tem o poder de mudar a vibração da sala

Sem dúvida, aprendi muito e continuo aprendendo muito com ele e posso garantir que de todas as boas novas experiências vividas nesses primeiros 6 meses do período sabático, essa foi a melhor surpresa que 2016 me reservou. Obrigado meu amigo.

Período Sabático: 6 Meses de Aprendizado

Há 6 meses eu embarquei na maior aventura da minha vida e iniciei um ano sabático em terras Irlandesas. Não sabia ao certo o que iria enfrentar mundo afora, experiências que teria, pessoas que conheceria… mas tinha a certeza de que o Brasil não era mais o meu lugar.

Para Onde Me Mudei?

Após olhar o mapa do mundo milhões de vezes tentando escolher para qual país eu iria , decidi que como tenho passaporte europeu (Espanhol) deveria ir para a Europa devido à facilidade que posso trabalhar 40 horas semanais.

Tendo isso em vista, me mudei para Dublin, Irlanda, onde estou aprendendo (finalmente) inglês, algo que sempre me incomodou e não poderia morrer sem saber. Além do inglês, claro, estou imerso em uma nova cultura, aprendendo uma nova cultura, conhecendo novas pessoas e tendo novas experiências de vida.

Sem dúvida, esse está sendo o maior desafio da minha vida. Não estou falando de conquistar milhões de reais ou de conquistar aquele cliente novo tão sonhado. Estou falando de aprender a fazer café, a aprender a viver uma vida diferente e, em especial, estou vivendo uma vida fora do escritório.

Projetos Pessoais Colocados em Prática

Site de novo no Ar

Poucos sabem, mas há mais de um ano o site foi hackeado e sempre tive o desejo de coloca-lo no ar novamente. Com o dia a dia estressante de São Paulo, que me impedia de ter qualquer projeto pessoal, nunca tive tempo e força de vontade de coloca-lo no ar novamente apesar de sempre querer . Finalmente consegui colocar o site de volta no ar depois de muito esforço limpando tudo o que o hacker deixou para trás.

Garçom e Barista

Coffee Latte by Domicio Neto

Falando em novas experiências, mudei completamente minha vida profissional durante um ano. Tirei um ano como período sabático e hoje estou trabalhando como Garçom e Barista em um pequeno café de bairro em Dublin onde tenho contato direto com a cultura local e pessoas da cidade. E claro, aprendi a fazer café! Pode parecer besta para muitos, mas toda conquista precisa ser comemorada.

Mais calmo e menos estressado

Muitas vezes olhamos para o mundo e dizemos que o mundo está louco, impaciente e intolerante com o próximo mas esquecemos de olhar para dentro de nós mesmos. Se todos fizessem isso, iam ver que em dentro de cada um de nós existe parte dessa pessoa que criticamos o tempo todo. Seja na hora de da preferência para um idoso na fila, seja para da aquele assento para um idoso, mulher/homem com criança no colo ou para evitar aquela briga no trânsito depois de um dia estressado no trabalho.

Hoje posso dizer que sou muito mais calmo e menos estressado do que era no início do ano. E te garanto, isso tem evitado alguns cabelos brancos que estão aparecendo em um rítmo mais devagar do que o que estava aparecendo em São Paulo.

São Paulo é uma cidade muito boa, te permite muitas coisas positivas mas também é capaz de roubar sua alma se você permitir. Hoje estou feliz comigo mesmo e isso não tem dinheiro que pague.

Amizade com Um Padre e com o Octávio de 55 anos

Quando decidi tirar esse um ano para mim, em um conhecimento meu comigo mesmo, imaginei milhões de possibilidades, criei na minha cabeça milhões de expectativas mas nunca poderia imaginar que um dia faria dois grandes amigos em Dublin: Um padre, Manuel Lagos, e um senhor com 55 anos, Octávio Leite.

O Octávio largou tudo que tinha no Brasil, zerou sua vida por lá e partiu para o sonho de vida dele que era morar na Europa. Entre muitas conversas que tivemos, ele me mostrou que nunca é tarde para ir atrás dos seus sonhos, mas você precisa se permitir e também precisa pensar menos no que os outos vão pensar. Cada cerveja, uma aula de vida.

Conhecer um Padre nunca esteve nos meus planos. Nunca imaginei que isso seria possível e acredito que isso foi o que mais me surpreendeu em Dublin. Entre risadas, cervejas (sim, ele bebe) e almoços, fiz um grande amigo para a vida toda mas esse merece um post especial que foi contato nesse post: Amizade com o Padre Manuel

Manuel Lagos – Padre

Octávio – 55 anos

Bônus: Irish Breakfast, Irish Coffee e Guinness

Como era de esperar, tinha também que provar a comida típica local. Primeiro experimentei o Irish Breakfast, um café da manhã que é quase um almoço com ovo, tomate, bacon, salsicha, puddings, pão e feijão com um molho de tomate doce. Uma bomba calórica mas bem gostoso!

Irish Breakfast

O Irish Coffee por sua vez é uma mistura de café, whiskey e chantily. Não me agradou muito, achei muito muito forte

Irish Coffee

Por fim, não podia faltar a famosa Guinness! Para ser sincero, uma cerveja que poucos gostam no primeiro gole e poucos vão gostar no segundo, terceiro… Eu estou no grupo dos que não gostaram. Achei uma cerveja muito aguada, diferente. Acredito que tem cervejas melhores por aqui e que por sinal, são muito boas como a Hop House 13 (da própria Guinness) ou a Paulaner.

Guinness em família

Reaprendendo a Viver

Estou literalmente reaprendendo a viver. Estou limpando meu corpo das toxinas estressante de São Paulo/Brasil e vivendo um mundo diferente, me aventurando como garçom/barista. Não sei ao certo quanto tempo isso irá durar, mas tenho certeza que cada dia tem valido muito a pena!

O Início de Um Ano Sabático

11 de Junho de 2016, eu embarcava na maior decisão da minha vida. Larguei meu emprego de gerente que me dava uma excelente situação financeira no Brasil, em uma excelente empresa que em plena crise estava com 40 vagas abertas crescendo mais de 100% ao ano. Disse um até breve para pessoas que amava. Disse um até breve para as pessoas mais importantes na minha vida e que morro de saudades todos os dias.

Vendi todos os meus bens em SP que me custaram 4~5 anos de trabalho árduo, devolvi meu apartamento alugado, vendi minhas motos, eletrodomésticos… Enfim, zerei minha vida em São Paulo para apostar em uma nova vida.

Muitas pessoas me questionaram perguntando “mas o Brasil em plena crise, você com um excelente emprego vai largar tudo e sair do País?”

Saindo da Zona de Conforto

Sim, meu caro. Eu decidi sair da zona de conforto e não me deixei levar por pessoas que não aceitam que ninguém jamais saia da zona de conforto. Eu cansei do Brasil que você acorda vendo roubalheira e vai dormir agradecendo a Deus por estar vivo nesse Brasil extremamente perigoso que você tem que andar de carro blindado na rua e achar normal.

Tomei um novo rumo na vida. Decidi apostar em um ano diferente, um ano de novos conhecimentos que dinheiro nenhum na vida jamais me daria. Estou fazendo algo que contarei para meus filhos, netos… (e você? O que tem feito para contar pra eles?)

Nunca será Fácil!

Saí de SP dividindo o AP com apenas uma pessoa (uma pessoa por quarto), cheguei em Dublin para ficar em um albergue com 8 pessoas no quarto! Depois, encontrei uma casa, o famoso cantinho que todos precisamos. E quer saber? Hoje divido a casa com 24 pessoas, meu quarto com 4 pessoas (eu + 3 pessoas)! Loucura não?

Estou (re)aprendendo a dividir e respeitar o próximo mais do que nunca. Estou me tornando uma pessoa melhor. Fui atrás do meu sonho, aprender inglês. Algo que sempre me incomodou e me fez ter vergonha em não saber. Vim desafiar meus medos e aqui estou eu!

Fritei meu primeiro ovo, fiz meu primeiro macarrão, bebi minha primeira Guinness, assim como fiz amigos de todos lugares do mundo: Alemanha, Espanha, Itália, Chile, Coreia do Sul, Venezuela, Arábia Saudita, Croácia, Bélgica… e vários outros!

Welcome to Dublin – Green Billboard on the Rising Sun Background.

Hoje estou saindo por aí batendo de porta em porta das empresas entregando currículo para tentar conseguir um emprego como garçom, bartender ou qualquer coisa semelhante. Quero sim fazer isso esse ano. Quero conhecer coisas novas, quero me desafiar em diferentes conhecimentos e experiências.

Aprendendo a Viver Novamente

Estou aprendendo a viver uma nova vida. Estou aprendendo a viver novamente.
Fácil nunca será, mas tudo no final sempre vale a pena!
E você, o que falta para sair da zona de conforto?

Até onde vai o SEO?

Acredito que todos que trabalham com SEO devem ter acompanhado as últimas atualizações do Google, cujo principal objetivo é a limpeza da SERP para sites que fazem o que estamos conhecendo como “Negative SEO”.

Além disso, tem sido evidente que o objetivo das últimas mudanças do Google tem como foco o usuário, em especial, a experiência do usuário. Isso deixa claro que todas as páginas precisam ser criadas com pensando primordial no usuário e não apenas no robô de busca.

O esperado seria que o Google não precisasse “lembrar” aos webmasters que eles estão trabalhando e vendendo para humanos. Infelizmente, chegamos ao ponto em que este tipo de ação se tornou necessário.

Particularmente, sempre foquei todos os esforços do SEO no usuário, afinal, sou formado em Design Gráfico com Ênfase em Meios Digitais e não poderia renegar as minhas origens. Não é à toa que o meu maior trabalho sempre teve como princípio o OnPage, sugerindo alterações em elementos, estrutura, produtos relacionados e afins.

Por vezes encontro alguns sites estruturados de tal forma que chegam a me… digamos assim, assustar. Não estou aqui para denegrir imagens ou questionar a qualidade do trabalho de nenhuma empresa, para ser sincero, não sei qual a agência que atende a Dafiti ou se é in house. Aqui, a grande dúvida é: até que momento o Google aceitará o tipo de conteúdo que aparece no print abaixo, presente no rodapé de todo o site da Dafiti com “keyword-rich anchortext?

 

Por que digo isso?

Simples. É muito fácil observar que o conteúdo acima, aparecendo com uso excessivo de keyword-rich anchortext, não possui nenhum no usuário foco. Enquanto este bloco é apresentado com fonte preta padrão, todo o resto do layout foi criado com base em tons de azul. Isso apenas evidência que nem mesmo a preocupação em manter o layout proposto inicialmente para o usuário foi preservada.

Desculpem-me, mas para mim não existe a menor diferença entre o conteúdo apresentado pela Dafiti para o usuário ou a estratégia do conteúdo escondido com display:none.

O objetivo para se adotar esta estratégia é claro: inflar a página com conteúdo de forma que o robô de busca a valorize e atribua parte da relevância para as páginas internas que mais vendem, porém, com um “pequeno detalhe”: sem foco algum no usuário.

Como o @PedroDias fala, ao meu ver, isso não é uma questão “SE o Google vai punir esse tipo de estratégia, é apenas uma questão de QUANDO ELE IRÁ PUNIR”.

Particularmente, como dito anteriormente, acredito que todo o trabalho de SEO tem que ser feito com pensando no usuário, afinal, estamos trabalhando e oferecendo conteúdo para pessoas, para humanos e não para robôs de busca.

Observem abaixo como, sabiamente, parte do conteúdo do site da Zappos é trabalhado.

Tendo como exemplo o print acima, tirado da home do site, é possível observar que a empresa oferece um box onde insere um conteúdo único, criado pelos próprios usuários/consumidores que, através de reviews dos produtos e links para páginas internas, constituem parte da página.

Essa é uma pequena amostra de que existe, sim, SEO feito de forma correta. SEO feito para o usuário. Porém, esse tipo de SEO, alinhado com uma boa estratégia, deve ser planejado de forma correta. Afinal, quando solicitamos uma modificação no CMS no intuito de adequá-lo a uma nova estrutura do site, também estamos solicitando, naturalmente, que sejam realizados investimentos no intuito de viabilizar, tanto o seu desenvolvimento, quanto a sua implementação.

Fica a reflexão para quem trabalha com SEO: Qual tipo de SEO é você? Até quando você acredita que o Google (ou qualquer outro buscador) aceitará esse tipo de estratégia com foco apenas no robô e não no usuário? Se eu fosse você, começaria a repensar as estratégias antes que o Matt Cutts abra a jaula de mais um animal que, por fim, te encontre.

Update

Eu particularmente acredito que sempre que fazemos um post onde o intuito é chamar a atenção das grandes empresas para que elas nos ajudem a fazer o melhor SEO possível no mercado brasileiro, também acredito que devo reconhecer quando alertamos algo e a empresa faz questão de corrigir.

Esse foi o caso recente que aconteceu com a Dafiti. Após publicar este post, tenho acompanhado diversas mudanças com relação ao espaço mencionado e agora é possível encontrar um conteúdo melhor escrito, sem texto âncora exato e que, com certeza, muito mais visível para o usuário devido a sua nova estrutura.

Devido a isso, gostaria de deixar registrado os meus parabéns para toda a equipe envolvida. Com certeza, dessa forma, vocês ajudam a termos um mercado cada vez mais profissional.

Como Desindexar uma Página no Google? – Dicas de SEO

Assim como utilizamos algumas técnicas de SEO para auxiliar na indexação das páginas, em alguns momentos precisamos usufruir de determinadas técnicas para fazer o processo inverso, visando desindexar uma página no Google ou em qualquer outro buscador.

Como Desindexar uma Página no Google?

Como Desindexar uma Página no Google?

Disallow no Robots.txt

Quando surge a necessidade de desindexar uma página no Google, a primeira coisa que todo mundo pensa, ou pelo menos a grande maioria, é inserir uma linha no robots.txt com Disallow: /página-a-ser-desindexada, certo? Porém, já adianto que, infelizmente, essa técnica está ERRADA e não irá te ajudar exatamente da forma que você espera.

Pense comigo: se inserir no arquivo robots.txt uma linha com disallow + a página a ser desindexada, estarei dizendo ao Google (ou qualquer outro robô de busca) que ele estará PROIBIDO DE ACESSAR aquela página específica. Ou seja, isso não significa que ele irá desindexar a página, e sim que a página APENAS se tornou inacessível para o robô de busca.

Sendo assim, caso a página já esteja indexada no Google, ela continuará indexada. A única diferença que você provavelmente irá perceber é que as atualizações não serão mais lidas pelo robô de busca.

Então vou Inserir a Meta Robots noindex na página e bloquear no robots.txt, certo?

Errado! Ou melhor, parcialmente errado. Você começou certo, mas teve um pequeno deslize no final do processo.

Pense comigo de novo: não adianta inserir a meta robots noindex no site e ao mesmo tempo bloquear no robots.txt, pois, como dito anteriormente, o robô de busca não poderá ler a atualização, lembra? Logo, como você vai querer que ele leia a meta noindex se a página está bloqueada via robots.txt?

Finalmente, o que eu faço para desindexar uma página no Google?

Simples. Não insira nada no robots.txt que bloqueia a página que você quer desindexar. No head da página em questão, insira a meta robots noindex seguindo a estrutura que segue abaixo:

<head>

<meta name=”robots” content=”noindex, nofollow”>

</head>

Mais fácil do que você imaginava, não? Agora, depois que a página já estiver sido desindexada no Google, você poderá fazer o bloqueio via robots.txt tranquilamente, evitando que o robô perca tempo acessando uma página que não deve ser indexada. ;)

Google Analytics Real Time. O que muda?

Para quem não anda muito antenado no Twitter ou nas últimas notícias do mundo online, o Google Analytics agora tem uma nova funcionalidade aguardada por muitos há muito tempo, o Google Analytics Real Time. Ou seja, falando no bom e velho português, agora é possível saber, em tempo real, quantos visitantes estão em seu site.

Claro que essa funcionalidade não é nenhuma novidade no mundo do Web Analytics, visto que outras ferramenta já permitiam tal monitoramento, como é o caso do Woopra ou o Piwik, onde ambos permitem que seja realizada a análise dos dados de acesso ao site em tempo real. Mas a grande questão é que o Google Analytics hoje é um item praticamente obrigatório em qualquer site, ou pelo menos, era pra ser.

Apesar de pouca gente saber como utilizar, o Google Analytics já permitia e vai continuar permitindo o monitoramento do tráfego gerado a cada hora. Porém, para montar um bom relatório, as coisas ficam um pouco mais complicadas.

Obs: Como a análise desse tráfego hora a hora nem sempre é fácil de montar, recentemente fiz um post explicando exatamente sobre como descobrir no Google Analytics qual o horário de maior conversão e tráfego gerado pelas mídias sociais que recomendo a leitura.

Legal, mas o que o que muda com o Google Analytics Real Time?

Tudo e nada ao mesmo tempo. Complicado? Nem tanto quanto parece. Se você for um analista que cria/desenvolve estratégias a longo prazo, você nunca poderá analisar apenas os dados apenas de um dia, de uma hora, e piorou analisar os dados em tempo real, ok?

Se você faz parte desse grupo, esqueça essa novidade e volte para o seu trabalho. Você vai precisar sempre trabalhar com uma média, lembrando das variações sazonais que podem ocorrer dependendo do ramo de trabalho e assim por diante. Ou seja, desculpe, mas nada mudou para você.

Google Analytics - Real Time

Google Analytics - Real Time

Mas se você é um editor, escritor ou analista de mídia social, a coisa muda muito de visão e o Google Analytics Real Time passa a ser o seu mais novo amigo quando o assunto é monitoramento.

O Analista de Mídia Social

Já imaginou você divulgar um Tweet com um link para o seu site e poder ver em tempo real quantas pessoas estão acessando? Isso é tudo que você sempre pediu, hein?

Agora ficou muito fácil de monitorar toda e qualquer campanha, pois o Google Analytics também lhe diz qual foi a página de destino (landing page), assim como também te diz de onde foi originado esse tráfego e quantas pessoas estão visitando aquela página nesse exato momento!

O Editor e Escritor

Se você escreve para grandes portais, essa novidade do Google Analytics não poderia ter vindo em melhor hora! Através dele é possível perceber quais as notícias estão tendo mais acesso, se vale a pena melhor ainda mais o conteúdo, inserindo imagens, vídeos e assim por diante.

Mas a grande vantagem é poder acompanhar em Real Time quais as notícias que estão sendo bem aceitas/acessadas e trabalhá-las na home do seu site, colocando-as em destaque e removendo-as por outras quando começarem a perder o “prazo de validade”.

Filtros x Google Analytics Real Time

Infelizmente tudo indica que não poderemos trabalhar, pelo menos inicialmente, com nenhum tipo de filtro para “limpar” os dados do real time. Acredito que isso iria exigir muito processamento por parte dos servidores do Google, gerando um delay (atraso) indesejável. E claro, se estamos falando de dados em tempo real, não podemos exigir luxos e “mimos” que atrasem o processamento e o tempo de resposta.

Dashboards - Google Analytics Real Time

Dashboards - Google Analytics Real Time

Conclusão

Essa foi uma ótima novidade esperada a muito tempo por todos e está disponível apenas na nova versão do Google Analytics. Vale lembrar que essa notícia veio junto com o lançamento do Google Analytics Premium, a mais nova ferramenta paga do Google para tentar fazer frente ao Omniture. Ela está disponível para poucos e com valores acima de $150.000 (anuais). Para variar, o Brasil ficou fora dessa.

Acredito que até semana que vem, ou no máximo daqui duas semanas, todos terão acesso ao Google Analytics Real Time para usar e abusar dos dados em tempo real!

Bônus

Como você chegou até o final do post, acredito que realmente esteja interessado nessa novidade do Google e está louco para testar também, certo? Então não perca mais tempo e solicite acesso ao Google Analytics Real Time beta agora: https://services.google.com/fb/forms/realtimeanalytics/

trackPageLoadTime: Monitorar Carregamento no Google Analytics – Podcast

No primeiro podcast “Google Plus One (+1): Porque o Google Plus One não vai dar certo” muita gente deixou comentários elogiando a novidade e falando, principalmente, que não precisa parar de trabalhar para ficar atualizado. Claro que não vou abrir mão dos meus posts escritos, e ainda essa semana, eu devo publicar um novo.

Mas, antes de soltar o própximo post, queria bater um papo com vocês sobre a última novidade do Google Analytics, anunciado oficialmente na última quarta-feira, dia 4 de maio, o  novo _trackPageLoadTime.

O _trackPageLoadTime é o mais novo incremento do Google Analytics e veio para confirmar ainda mais o que muita gente já achava: cada dia que passa, o tempo de carregamento do site se tornará um grande e importante fator de posicionamento.

O Google não tem economizado em disponibilizar ferramentas para ajudar o usuário a analisar o tempo de carregamento do site. Primeiro foi o page speed, um plugin do firefox para você medir o carregamento do site, depois foi a vez do Page Speed Online, disponível para qualquer um de forma gratuita, e agora, é a vez de inserir uma forma de monitorar o carregamento das páginas no Google Analytics.

Para que o trackpageloadtime funcione corretamente, basta inserir uma pequena linha de código, muito semelhante ao utilizado com o trackpageview do Google Analytics, só trocando a nomenclatura para _trackPageLoadTime, como segue abaixo.

[sourcecode language=’css’]

[/sourcecode]

O Google também disponibilizou uma página oficial ensinando como instalar corretamente o novo trackPageLoadTime, vale a pena da uma conferida: Site Speed – Analytics Help.

Vale ressaltar que essa opção só está disponível na nova versão do Google Analytics e será encontrada no menu do Conteúdo, como vocês podem ver na imagem abaixo:Site Speed - trackpageloadtime

Com certeza, o tempo de carregamento de cada página se tornará uma excelente métrica no Google Analytics e, através dela, você poderá analisar, por exemplo, se as páginas que possuem uma melhor taxa de conversão tem relação com o tempo de carregamento. Também poderá analisar se aquela sua página que possui uma alta taxa de rejeição (bounce rate) está diretamente relacionada ao tempo de carregamento.

Vamos ficar de olho e esperar novos pronunciamentos do Google Analytics sobre o trackPageLoadTime. Acredito que essa novidade prioriza a experiência do usuário e, claro, todo melhoria com foco no usuário sempre será bem-vinda, afinal, quem não gosta de um site que carrega rápido?

[podcast]

Crédito da imagem principal: Google Analytics’ New Site Speed Report Tracks Page Load Times

Google Plus One (+1): Porque o Google Plus One não vai dar certo

Hoje será o primeiro podcast publicado aqui no blog sobre SEO. Separei especialmente como tema um assunto que o @oiEduardoRabelo me perguntou via Skype: “Domicio, você acha que o Google Plus One (+1) vai dar certo? Se acha que não, porque o Plus One não daria certo como o Like do Facebook?”.

Google Plus One - Porque não vai da certo

Vocês já podem estar cansados de ouvir falar do Google Plus One, mas hoje a minha ideia é um pouco diferente. É sair um pouco do mundo do SEO e mostrar que, hoje, o Google Plus One não tem diversos fatores que são importantes para realmente ser usado pelo público em geral, como acontece com o Like do Facebook.

Google Plus One (+1)

Para isso, levantei alguns questionamentos para que vocês possam acompanhar o podcast.

Não tem apelo social
• Para onde vai o Plus One?
• Por que eu daria um Plus One antes de ver o conteúdo do site?
Saindo da bolha: Por que pessoas fora do ramo do Search (incluindo SEO e Link Patrocinado) ou da Social Media dariam um Google Plus One como acontece com o Like do Facebook?
• Fator de Ranking
Fator de Qualidade (SEO e Link Patrocinado)
• Entre outros assuntos

Vale ressaltar que o botão do Google Plus One (+1) ainda não está disponível para ser inserido em sites e blogs, como acontece com o Twitter ou o Like do Facebook. Futuramente isso será possível, basta fazer um cadastro de espera do Plus One.

Se você tem interesse em testar o Google Plus One na SERP do Google.com, acesse a área de Labs do Google e clique para testar o experimento.

[podcast]

Não se esqueça de comentar dizendo o que achou.

Nem tudo se resume a SEO

Recentemente, um certo post em inglês repercutiu no mundo do SEO. O blog Blind Five Year Old publicou o artigo “Facebook Comments and SEO”, onde ele mostra que quando se utiliza o plugin do Facebook nos comentários dos blogs, os comentários não são indexados pelo Google.

Como era de se esperar, muita gente da área de SEO compartilhou o post no Twitter e Facebook, concordando com o autor do blog. O post defende que não seria uma boa ideia usar o plugin do Facebook nos comentários, substituindo o método padrão, já que o plugin é carregado no site via iframe, onde nenhum comentário é indexado.
Continue reading

Atualização do Algoritmo Google Panda: O que fazer com o conteúdo de baixa qualidade?

Google Panda - Atualização do Algoritmo

Google Panda – Atualização do Algoritmo

Recentemente o Google fez mais uma atualização no seu algoritmo e deixou muita gente de cabelo em pé. Mais conhecida como Panda, a nova atualização do Google foi lançada no dia 24 de fevereiro e visa diminuir a quantidade de conteúdo com baixa qualidade presente na SERP (Search Engine Result Page).

A atualização do algoritmo Panda já gerou sérios problemas para grandes empresas nos Estados Unidos, como foi o caso da JC Penney, Forbes e Overstock.com. Até agora, a nova atualização do algoritmo não chegou oficialmente ao Brasil. A última notícia que temos é que nas próximas semanas o Panda chegará para todos (informação do próprio Matt Cutts direto do evento SXSW – Austin, Texas).
Continue reading