trackPageLoadTime: Monitorar Carregamento no Google Analytics – Podcast

No primeiro podcast “Google Plus One (+1): Porque o Google Plus One não vai dar certo” muita gente deixou comentários elogiando a novidade e falando, principalmente, que não precisa parar de trabalhar para ficar atualizado. Claro que não vou abrir mão dos meus posts escritos, e ainda essa semana, eu devo publicar um novo.

Mas, antes de soltar o própximo post, queria bater um papo com vocês sobre a última novidade do Google Analytics, anunciado oficialmente na última quarta-feira, dia 4 de maio, o  novo _trackPageLoadTime.

O _trackPageLoadTime é o mais novo incremento do Google Analytics e veio para confirmar ainda mais o que muita gente já achava: cada dia que passa, o tempo de carregamento do site se tornará um grande e importante fator de posicionamento.

O Google não tem economizado em disponibilizar ferramentas para ajudar o usuário a analisar o tempo de carregamento do site. Primeiro foi o page speed, um plugin do firefox para você medir o carregamento do site, depois foi a vez do Page Speed Online, disponível para qualquer um de forma gratuita, e agora, é a vez de inserir uma forma de monitorar o carregamento das páginas no Google Analytics.

Para que o trackpageloadtime funcione corretamente, basta inserir uma pequena linha de código, muito semelhante ao utilizado com o trackpageview do Google Analytics, só trocando a nomenclatura para _trackPageLoadTime, como segue abaixo.

[sourcecode language=’css’]

[/sourcecode]

O Google também disponibilizou uma página oficial ensinando como instalar corretamente o novo trackPageLoadTime, vale a pena da uma conferida: Site Speed – Analytics Help.

Vale ressaltar que essa opção só está disponível na nova versão do Google Analytics e será encontrada no menu do Conteúdo, como vocês podem ver na imagem abaixo:Site Speed - trackpageloadtime

Com certeza, o tempo de carregamento de cada página se tornará uma excelente métrica no Google Analytics e, através dela, você poderá analisar, por exemplo, se as páginas que possuem uma melhor taxa de conversão tem relação com o tempo de carregamento. Também poderá analisar se aquela sua página que possui uma alta taxa de rejeição (bounce rate) está diretamente relacionada ao tempo de carregamento.

Vamos ficar de olho e esperar novos pronunciamentos do Google Analytics sobre o trackPageLoadTime. Acredito que essa novidade prioriza a experiência do usuário e, claro, todo melhoria com foco no usuário sempre será bem-vinda, afinal, quem não gosta de um site que carrega rápido?

[podcast]

Crédito da imagem principal: Google Analytics’ New Site Speed Report Tracks Page Load Times

147 thoughts on “trackPageLoadTime: Monitorar Carregamento no Google Analytics – Podcast

  1. Hudson

    Muito bom neto, legal fazer estes pod´s referente ao post, instalei semana passada o trackpageloadtime, estou tirando muito proveito, descobri que o publico com maior latency é na bahia.
    Bahia1.357,08s ^^.
    Muito obrigado por compartilhar conhecimento, #recomendo este post.

    Reply
    1. Domicio Neto - SEO Post author

      Olá, Hudson.

      Valeu pelo feedback, cara. Com certeza esses comentários de vocês são muito importantes para eu saber se continuo ou paro de gravar.

      Fique atento a essa latência, ela pode ser ainda maior se o site tiver acesso de fora do país.

      PS: Nada de dizer que a latência ta baixa, por causa dos baianos, hein? hahahahhaha :)

      Abraços!

      Reply
  2. Pingback: Domicio Neto

  3. Pingback: Dudu

  4. Dudu

    Muito boa esta nova implementação do Google. Acho muito mais pratico acompanhar o tempo de carregamento da página dentro do Google Analytics.
    Abração!

    Reply
    1. Domicio Neto - SEO Post author

      Fala Dudu,

      Com certeza achei muito prática. Quando comecei a ouvir os primeiros boatos do lançamento, achei que seria algo mais complexo de ser implementado.

      Grande abraço e obrigado por deixar o seu comentário.

      Reply
  5. Pingback: Priscila Muniz

    1. Domicio Neto - SEO Post author

      Opa! Obrigado pelo feedback, meu velho! A idéia é exatamente essa. Tornar o podcast ao mais direto sem muita enrolação :)

      Grande Abraço e obrigado também por ajudar na divulgação

      Reply
    1. Domicio Neto - SEO Post author

      Grande Mauricio.

      Pode deixar que farei isso sim! Boa dica!

      Mas por enquanto só estou com dois podcasts, no futuro, quando tiver um volume maior, posso fazer um especial #OldPodcast hahahaha

      Abraços,
      Domicio Neto

      Reply
      1. Mauricio Biasotto

        Legal, mas acho que não foi bem o que quis dizer!rs

        A ideia é nos #oldpost você fazer um cast desse post antigo e publicar como #oldpost, assim quem ainda não viu, ve esse post antigo, ou melhor escuta esse #oldpost.

        Seria um plus nesses posts antigos.

        Abraço.

        Reply
        1. Domicio Neto - SEO Post author

          Hahahahaha

          Boooa! Agora eu entendi e muito boa a sua idéia! Vou fazer isso para algumas páginas importantes do site. Aproveito e faço uns testes :)

          Valeu por compartilhar a idéia!

          Grande abraço!

          Reply
  6. Pingback: Israel Scussel

  7. Pingback: marcosdaniel

  8. Pingback: Domicio Neto

  9. Pingback: Domicio Neto

  10. Pingback: Pablo Augusto

  11. Pingback: @andretelles

  12. Pingback: Ronaldo F. Araújo

  13. Pingback: Ian Castro

  14. Pingback: Alexsandro Felix

  15. Claudio Roberto

    Muito bom Domicio!

    Pode continuar o Podcast neste formato que tá bem legal,
    simples prática e objetivo.

    Na questão de velocidade até o WordPress caminhou pra esse lado na versão 3.2.

    É hora de passar sebo nas canelas e começar a correr…rs

    Abraço.

    Reply
  16. Pingback: STEVEN

  17. Pingback: BRANDON

  18. Pingback: RICARDO

  19. Pingback: TERRENCE

  20. Pingback: SALVADOR

  21. Pingback: LEWIS

  22. Pingback: RALPH

  23. Pingback: SAMUEL

  24. Pingback: DONALD

  25. Pingback: WALLACE

  26. Pingback: RUSSELL

  27. Pingback: TERRENCE

  28. Pingback: BYRON

  29. Pingback: NATHAN

  30. Pingback: ADAM

  31. Pingback: BILLY

  32. Pingback: BRUCE

  33. Pingback: SAM

  34. Pingback: BOB

  35. Pingback: TED

  36. Pingback: ANGELO

  37. Pingback: RUBEN

  38. Pingback: ANDREW

  39. Pingback: OLIVER

  40. Pingback: BERNARD

  41. Pingback: SERGIO

  42. Pingback: DARYL

  43. Pingback: EVERETT

  44. Pingback: MELVIN

  45. Pingback: MARION

  46. Pingback: JOEL

  47. Pingback: GLENN

  48. Pingback: AUSTIN

  49. Pingback: MARION

  50. Pingback: JASON

  51. Pingback: JOHNNY

  52. Pingback: LEWIS

  53. Pingback: VINCENT

  54. Pingback: NORMAN

  55. Pingback: BRETT

  56. Pingback: AARON

  57. Pingback: NICHOLAS

  58. Pingback: EVAN

  59. Pingback: JEFF

  60. Pingback: OLIVER

  61. Pingback: DAN

  62. Pingback: KEN

  63. Pingback: REX

  64. Pingback: GENE

  65. Pingback: AUSTIN

  66. Pingback: JOHNNY

  67. Pingback: ALAN

  68. Pingback: BOB

  69. Pingback: FERNANDO

  70. Pingback: OLIVER

  71. Thiago

    Grande Domicio !!!

    Viu cara coloquei o código no meu site _gaq.push(['_trackPageLoadTime']); e estou na nova versão e o site speed num altera em nada….coloquei na semana passada dia 01/09/2011 e até agora nada não mensura nada em relação ao tempo de carregamento do site….

    abs

    Reply
  72. Marcelo de Souza

    Domicio

    Nos meu relatórios aparece que tenho pagina carregando com 111,50 segundos. Já fiz teste e não é esse o tempo de carregamento.
    Será que o Google esta considerando o tempo que leva para carregar no navegador do visitante?
    Se o cara estiver utilizando uma conexão lenta o numero ser péssimo.

    Reply
  73. Pingback: EDWIN

  74. Pingback: LEON

  75. Pingback: BILLY

  76. Pingback: FRANCIS

  77. Pingback: EUGENE

  78. Pingback: TIMOTHY

  79. Pingback: DEREK

  80. Pingback: ZACHARY

  81. Pingback: ALAN

  82. Pingback: MATT

  83. Pingback: EDWIN

  84. Pingback: HERMAN

  85. Pingback: KENNETH

  86. Pingback: HENRY

  87. Pingback: HUBERT

  88. Pingback: MILTON

  89. Pingback: FREDERICK

  90. Pingback: BILLY

  91. Pingback: ZACHARY

  92. Pingback: NATHAN

  93. Pingback: JOSHUA

  94. Pingback: KEN

  95. Pingback: RENE

  96. Pingback: ANDREW

  97. Pingback: CODY

  98. Pingback: WALTER

  99. Pingback: PERRY

  100. Pingback: BEN

  101. Pingback: ALEX

  102. Pingback: WALLACE

  103. Pingback: AUSTIN

  104. Pingback: JOSHUA

  105. Pingback: DOUG

  106. Pingback: PETER

  107. Pingback: MARION

  108. Pingback: PETER

  109. Pingback: KIRK

  110. Pingback: MARCUS

  111. Pingback: ALBERT

  112. Pingback: CLINTON

  113. Pingback: GUY

  114. Pingback: DALE

  115. Pingback: ALEJANDRO

  116. Pingback: TODD

  117. Pingback: VERNON

  118. Pingback: RICK

  119. Pingback: BRANDON

  120. Pingback: MICHEAL

  121. Pingback: LESLIE

  122. Pingback: BOBBY

  123. Pingback: ENRIQUE

  124. Pingback: LESTER

  125. Pingback: IVAN

  126. Pingback: DAN

  127. Pingback: ROGER

  128. Pingback: RUSSELL

  129. Pingback: JIM

  130. Pingback: DENNIS

  131. Pingback: FERNANDO

  132. Pingback: COREY

  133. Pingback: TERRENCE

  134. Pingback: VICTOR

  135. Pingback: STEVE

  136. Pingback: JOHNNIE

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *